domingo, 18 de março de 2007

Evoltion, Babe!

foto de um grafite num muro de venice beach...

Oi pessoal!!

Faz tempo que eu não apareço, ? Mas os motivos são bastante nobres e redimem a ausência, longe de displicente. O ultimo mês antes de uma mudança brusca na vida causa transtornos suficientes para tirar alguém de circulação. Vamos ao resumão:

Tudo começa quando nos damos conta de que o Carlão tem apenas mais alguns dias conosco, corremos pra visitar tudo (ele mais ainda) e conseguir trabalhar o máximo de horas possível (nos mais do que ele). De repente já esta o Carlão nos mandando mensagem que chegou bem na terrinha... Uma semana depois vai-se o João, nosso outro amigão voltou pra Curitiba. Entre a partida do Carlão e o dia de hoje, aconteceram muitas coisas.

Fui um dos felizardos que puderam participar da principal festa de Hollywood, o Academy Awards, famigerado "Oscar". Eu, o Ton e outros comparsas brasileiros fazíamos de 10 a 16 horas de trabalho por dia durante uma semana (alguns trabalharam durante o mês todo). Valeu a pena, como tudo o que se ousa tentar por essas bandas. Muitas celebridades passando pertinho, como Spilberg, Eastwood, Scorcese e a assustadoramente branquérrima e linda Nicole Kidman, só ela já valeu o dia.

Estar presente no show do Wild Child (The Doors Cover) não teve preço, ainda mais se considerar que os membros remanescentes da banda original elegeram esses caras como o melhor cover deles e ainda de vez em quando tocam juntos. Considerando ainda que o Doors foi banda residente no Whisky durante os anos sessenta...foi como voltar no tempo! Entrar de graça no Viper Room, o bar fundado pelo Johnny Depp, e ver que ele é pequeninho e aconhegante ser recebido com Creep do Radiohead com o quarto iluminado pelas luzes do globo espelhado foi imbatível. Agora sou dos bares pequenos.

Assistir a dois shows do Morrisey em Pasadena foi a realização de um pedido feito antes de vir pra cá, ele não estava em turnê, e simplesmente fez dois shows decididos em cima da hora...praticamente pra eu poder ver.

Dirigir pela Sunset Boulevard, de Hollywood ate Malibu coroou uma linda tarde, que tinha começado com a descoberta do Greystone Park, em Bervelly Hills, um complexo de jardins em volta de uma mansão que eh de arrepiar de bonito.

Agora estou aqui no Centro de Convencoes de San Francisco, num evento da Annex, durante minha décima nona hora de trabalho consecutiva, aproveitando da soneca dos chefes pra fazer um post tardio, mas necessário.

Essa semana quem esta partindo eh o Ton, daqui a dois dias e pouquinho ele entra no avião e volta pro Brasil. Eh triste ver a pessoa que me ofereceu a viagem e insistiu pra que eu fosse corajoso e enfrentasse essa oportunidade da vida. Ele tinha razão, era a oportunidade da minha vida. E eh bem por isso que eu não volto agora. Ainda tenho dois "deadlines" 20 de abril e 20 de junho, dependo da respeitabilissima imigração norte-americana, mas isso soh o passar dos dias respondera.

Pra quem ainda se pergunta sobre os meus motivos em ficar, digo que as razoes para essa viagem não era apenas o turismo ou o dinheiro, ou alguma simples experiência cultural. Essa viagem tem a ver com renovação, morte e renascimento, e enquanto esse processo não estiver completo, eu também não estarei pronto para voltar. Tenho ate junho.

E aos que no Brasil ficaram, aqueles que vieram e voltaram, fica o brinde pra encerrar:

"Ao ciclo da vida: A morte do velho, o nascimento do novo e a imortalidade da idéia."

Beijos a todos e ate breve.
Ps: Acentuacao grafica aqui continua complicadissima, me perdoem.
Ps2: Ja tomei nota das perguntas...estou a pesquisar.

2 comentários:

Vaninha disse...

Oi Lobao!!!! Onde vc ta agora garoto? Still in USA? E o Ton, ja voltou? Ate qdo vc fica aeh? Saudades! Beju

tarquinio.renatha disse...

Talentoso demaaaaaaaaais esse menino.
ue escrita, que coerencia de ideias..
demais lobao.
beijos